Viagem ao Atacama dia 24 – Resistência – Santa Ana das Missões

Resistencia a Santa AnaO dia hoje amanheceu chuvoso. Tudo que não queríamos depois de tanta chuva na noite anterior. Pegar chuva quando você está na estrada é uma coisa. Pegar a estrada com chuva é muito diferente. O dia já começa ruim. Mas paciência, porque viagem de moto é assim. Tomamos o fraco café da manhã argentino, preparamos a bagagem na moto e pegamos a estrada rumo a Foz do Iguaçu.

20160425_155420

Saindo de Resistencia atravessamos uma ponte e chegamos a Corrientes. Tomamos aquela precaução de trafegar somente pelas vias laterais, pois vários relatos diziam que este era o local onde os policiais corrutos da Argentina mais extorquiam motociclistas brasileiros. Mas felizmente atravessamos Corrientes sem problemas. Talvez porque estivesse chovendo.

20160425_122412

Em um dos poucos momentos em que a chuva deu uma folga, paramos pra conversar com um motorista de caminhão brasileiro que estava na beira da estrada fazendo seu almoço. Cara simpático. Conversamos um tempo e retornamos a estrada. Não demorou a chover novamente.

20160425_132023

A chuva estava forte, a estrada estava em obras, com bastante barro, o tempo frio. Após 373 km o cansaço bateu forte. Paramos em um posto para abastecer, e descansar. Almoçamos uma péssima comida congelada, que era o que mais se parecia com um almoço. Perguntamos que cidade era aquela e fomos informados que estávamos em Santa Ana das Missões. Um lugar turístico. Mas não estávamos com ânimo para turismos, principalmente debaixo de tanta chuva.

20160425_155420

20160425_155258

20160426_213626

Por sorte próximo ao posto tinha um bom hotel, onde passamos a o resto do dia descansando e secando nossas roupas que estavam encharcadas. Como o hotel não tinha garagem fechada e estava praticamente vazio, a recepcionista nos ofereceu para guardarmos a moto no saguão do hotel. Ficamos o resto desse dia na cama. E lá fora a chuva caia sem parar.

20160426_065439

 

Leave a Reply